terça-feira, 25 de dezembro de 2012

CURIOSIDADES SOBRE O NATAL

Hoje é dia 25 de Dezembro, Dia de Natal, uma data celebrada um pouco por todo o mundo, cheia de significado e magia, em que família e amigos se reúnem, trocam presentes, comem, bebem e riem alegremente. O Natal tem sido para todos nós, mesmo para os não cristãos, um momento de união.

Em quase todos os países, vêm-se as ruas das cidades decoradas com motivos natalinos e de uma forma ou de outra, isso influencia as pessoas, tocando-as no seu íntimo, como se fosse uma força invisível atuando a nível do subconsciente, lembrando a todos que é tempo de nos amarmos uns aos outros como Jesus nos amou.

Na verdade, o dia 25 de Dezembro, é, de acordo com a Bíblia, a data do nascimento de Jesus Cristo. Portanto, é uma comemoração religiosa, mas não só, pois é sobretudo uma festa que marca a solidariedade universal, celebrada um pouco por todo o mundo, inclusive nos países onde a população cristã é a minoria.

No entanto, historicamente não se tem certeza da data exata do nascimento de Jesus, tanto que no passado longínquo, tal acontecimento já foi comemorado em diferentes datas. Foi a partir do século IV que 25 de Dezembro foi declarada a data oficial da celebração do Natal pelos romanos.

O Natal, assim, é uma celebração tão linda, pois inspira o cultivo do amor ao próximo e todos os bons sentimentos que durante o ano inteiro, muitas vezes, são esquecidos. Ele vem carregado de símbolos originários da tradição cristã, de países evangelizados, de santos, bem como elementos que hoje em dia são indispensáveis nas festas de Natal, e que iluminam e decoram ruas, vitrines, lojas e casas, tais como o Pai Natal, a vela,a estrela, as bolas, o pinheiro, os sinos, a troca de presentes, a montagem do presépio e alguns outros.

Mas, de onde surgiu o Pai Natal? Quem é essa figura tão importante nesta quadra festiva?

O Pai Natal, de acordo com estudiosos, foi inspirado por um bispo chamado Nicolau e que era um homem muito bondoso, muito generoso, que mais tarde, graças aos seus feitos e aos milagres a ele atribuídos foi proclamado Santo pela Igreja Católica : Santa Claus.

A sua fama de bom velhinho cresceu tanto e de tal maneira, especialmente entre as crianças, que hoje em dia é impossível imaginar uma festa de Natal sem a presença do homem simpático, barrigudinho e de barbas brancas, vestido de vermelho.

Sobre a árvore de Natal, talvez nem todos saibam, mas existe um dia específico em que se deve montá-la, o dia 06 de Dezembro, que é dia de São Nicolau (ou Santa Claus) e outro em que deve desmontá-la, ou seja, no dia 06 de Janeiro, Dia de Reis. A forma de a decorar, no entanto, fica ao critério de cada um. Verdes ou brancas, decoradas de vermelho e dourado, branco e prata, azul e branco, roxo e lilás, tudo isso depende apenas da imaginação e gosto de cada família. Ou seja, não existe uma regra na hora de montar a árvore de Natal e de a decorar.

O presépio representa o momento do nascimento do menino Jesus na manjedoura, ao lado de José e Maria, dos três Reis Magos e dos animais, retratando fielmente o ambiente e o momento do seu nascimento.

Vamos agora debruçarmo-nos de leve sobre as tradições natalinas de outros povos, e quem sabe, surpreender-se-ão, tanto quanto eu mesma, ao descobrir a respeito.

Vamos lá, e comecemos com a Rússia. Vocês sabiam que na Rússia o Natal é comemorado no dia 7 de Janeiro, 13 dias depois do Natal Ocidental?
E que durante o regime comunista, as árvores de Natal foram totalmente banidas desse país e substituídas por árvores de ano novo?
Ainda de acordo com as tradições desse país, a ceia de Natal deve conter muito mel, grãos e frutas, mas nenhuma carne.

No Japão, apenas um pequena minoria da população é cristã, mas mesmo assim o Natal ganhou força graças à influência americana, depois da segunda guerra mundial. Os japoneses foram receptivos a algumas tradições, como a ceia de Natal, o pinheiro e a troca de presentes de Natal.

Na Austrália, o Natal lembra as raízes britânicas do país. Assim como na Inglaterra, e ceia de Natal inclui tradicionalmente perú, e os presentes de Natal são dados na manhã do dia 25.

Já em Portugal, e suas ex-colônias, como Angola e Brasil, é muito comum que as festividades de Natal incluam uma ceia farta onde o bacalhau é praticamente obrigatório, tanto como as rabanadas, os sonhos, as filhoses, o folar, o leitão à bairrada, o perú recheado, o lombo assado no forno, fora as frutas secas como nozes, amêndoas, castanhas, avelãs, uva passa, tâmaras, entre outras. Nesses países, a troca de presentes também é uma tradição, e quando isso não inclui a família inteira, as crianças costumam ter os seus brinquedos garantidos.

E assim, depois de falar um pouco sobre o Natal, sua origem, suas tradições ao redor do mundo, despeço-me de vocês por hoje, desejando que todos tenham uma linda noite de Natal, com muito amor, muita alegria, muita paz no coração.

Não importa se a sua casa está cheia de gente, e não cabem as pessoas à mesa de tanta família e amigos, ou se o seu Natal é passado ao lado de duas ou três pessoas. Eu aprendi que a qualidade é muito mais importante que a quantidade, e que o que importa é o amor que une as pessoas, o sentimento verdadeiro e a boa vontade. Assim como também aprendi, que os melhores presentes são aqueles que não se podem comprar ;)

Feliz Natal, meus amores.





























 
 

2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Seus posts são sempre muito legais! Esse tinha informações que desconhecia mesmo.

Um feliz Natal para ti!
Beijocas

Rosalino disse...

Sempre bom ler e colher novos conhecimentos e ainda mais vindos acompanhados de uma saudação tão boa
Um Natal super feliz. Que possa a alegria e felicidade serem emoçoes sempre permanentes em vossos corações.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...