segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

TERAPIA DO PERDÃO





Quem nunca foi sacaneado por um amigo traíra?
Quem nunca levou uma rasteira de um colega na empresa?
Quem nunca se decepcionou com aquela pessoa em que mais confiava, as vezes até uma amizade da vida toda, daquelas que pensamos serem para sempre, daquela pessoa tão querida, tão confiável, acima de todas as suspeitas? Isso sem falar nas terríveis desilusões amorosas quando eles (as) nos mostram uma capa em vez da face verdadeira?! Nem dos casos em que a amiga «rouba» o marido da amiga, ou vice - versa? E além de todas essas, ainda há as pessoas da própria família ... o tio que falou mal do pai, a cunhada que não engole a preferêcia do sogro pelo neto mais velho, filho da mulher do irmão do marido, as primas que têm inveja umas das outras ... enfim, há de tudo um pouco no que diz respeito a decepções e traições por parte de pesoas que nos são queridas, e algumas são tão graves que torna-se impossível para mim descrevê-las aqui, tamanha a falta de escrúpulos.

Perante tudo isso, a tendência mais natural da nossa condição humana, é, além de nos sentirmos magoados e traídos nessas circunstâncias, e com todo o direito que nos assiste, a de sentir raiva, as vezes até mesmo ódio nos piores casos, pois experimentamos uma dor inenarrável ... alimentar um enorme rancor e ressentimento por quem tanto e tão fundo nos feriu também faz parte da reacção gerada pela acção imposta.

Reparem, tal reacção é absolutamente natural, mas não é a melhor aposta.Nem aquilo que o Universo espera de nós.

Sei que estão a pensar que não é nada fácil ser altruísta em casos delicados e dolorosos como esse. E de facto, não é tarefa fácil. Vão pensar também que existem traições inadmíssiveis, imperdoáveis, e que a pessoa não merece, entre outras alegações.

Digo-vos, têm razão em muita coisa. Creio que somente Jesus Cristo foi capaz de demonstrar tão imensamente esse dom. Porém, o que precisamos, e devemos entender, é que tudo na nossa vida e em torno dela é pura energia. Inclusive os pensamentos, sentimentos e as emoções. Essa energia é algo subtil mas muito poderosa, que exprime-se através do nosso corpo, aura, e da nossa vida.

Precisamos igualmente compreender que o Universo tem uma Lei imutável e infalível. Tudo que vai, volta. Tudo que damos, recebemos em dobro. Tudo que emitimos para o nosso campo energético atrai o semelhante.

Tudo isto significa, tão simplesmente, que o ódio gera ódio, e que o amor gera amor, e assim sucessivamente. Sempre. Não temos como escapar. Portanto, comece agora a fazer a terapia do perdão na sua vida.

Se tem mágoa, raiva, inveja, ressentimento de alguém, com ou sem motivos «válidos», aprenda a arte de perdoar. Em vez de emanar sentimentos negativos por essa pessoa, o que só vai atrair mais e mais das mesmas coisas para si mesmo, tente, mas tente arduamente mesmo, perdoar do fundo do seu coração. Entenda que todos somos diferentes, alguns mais evoluídos espiritualmente do que outros, alguns com menos valores do que outros, mais fracos, mais influenciáveis por ganância, poder, vaidade, luxúria, inveja ... perceba que no fundo essas pessoas são as verdadeiras vítimas por viverem nas trevas, por não saberem que com o mal nada do que consigam pode durar ou permanecer ... perceba que retribuindo o mal com o bem cortará a corrente negativa e a sua vida seguirá adiante e lhe apresentará muitas outras probabilidades de ser feliz.

O ódio não faz mal apenas a alma. Faz mal a pele, a nossa saúde inclusive. Pessoas amargas normalmente são debilitadas e tristes, rabugentas e desagradáveis. Como podem atrair amor, prosperidade, paz de espírito, entre outras grandes bençãos dessa forma? O semelhante só atrai o semelhante.

Agora, podem muito bem perguntar como se faz para diluir essa raiva toda dentro de si? Eu não tenho uma resposta concreta nem pronta para dar. Apenas sei que cultivar o amor dentro do coração é a única solução.

Não pensem que sou santa, que não nascem em mim sentimentos negativos como todos os que descrevi acima. Só que eles não crescem, porque a terra do meu coração é infértil para eles.

Sim, eu fico magoada. Muito. Sim, eu já tive algumas grandes desilusões na vida. Mas eu nunca tive raiva de ninguém, nem ódio, nem nada disso. Não cabem em mim tais sentimentos, costumo dizer. Mas ... perdoar não implica continuar no lodo. Uma coisa é perdoar e outra é continuar perto de quem me fez mal. Eu digo ... vai com Deus, de coração. Vou querer sempre o bem dessas pessoas, e se acaso precisarem de mim algum dia, o que é mais provável que aconteça, eu estarei aqui para estender a minha mão. Mas, não preciso coviver, nem lidar, nem falar ou estar sequer perto delas. A isto chama-se separar o joio do trigo.

6 comentários:

Anônimo disse...

Amiga teu blog esta o maximo! Amei muito! Ate fiquei emocionada com o que li...como sempre tuas mensagens sao divinas inspiradores...bigada por me deixares fazer parte do private blog. bj grande. love you. Paula

Elune disse...

Amiga, já passei por tudo isso que você citou no seu post. Acho que você já leu no meu sobre isso, perdi várias "amigas", uma delas com quase 14 anos de amizade, ela deixou a inveja tomar conta e me prejudicou muuuito na minha vinda para a Holanda, o pior é que quase ninguém sabe disso, só minha família que sempre me disse que ela nunca foi minha amiga e eu era única que não via. Outra que eu tinha como segunda best friend, mudou de uma maneira tão grande que ela não me contava mais os problemas dela, só as coisas boas, me anulou da vida dela e eu demorei muito pra entender, fez de tuuudo e mais um pouco para arrumar um estrangeiro. Ela conseguiu, mas o dela era casado, já tem 4 filhos e vive até hoje no inferno com a ex e ela no meio, isso é felicidade? e eu só fiquei sabendo porque um dia por acaso à encontrei no msn e depois de tudo ela se abriu comigo, mas quando eu respondi pra ela que vivia muito bem com o meu, ela mudou de assunto e começou a elogiar o dela e nunca mais falou comigo. Eu penso como você, não tenho ódio nem mágoa, mas eu simplesmente anulo as pessoas que me fazem mal. Aqui na Holanda já me decepcionei também com algumas pessoas e hoje tenho muito medo de me aproximar, eu penso muito diferente de muitas pessoas também, não tenho futilidades, defendo a justiça, moral e os bons costumes, podem me chamar de careta e etc, mas não gosto de festas, não me interessa saber da vida de fulano e cícrano. E eu cansei de ser amiga e não ter amiga. A última pessoa de quem me afastei aqui, me usou enquanto vivia uma situação de inferno com o marido, dormiu na minha casa, eu fazia meu marido ir buscá-la de carro, dava conselhos, orava por ela e pelo marido e etc. Quando ficava bem com ele sumia, quando ficava mal, ligava na hora. Ai eu sonhei eles comemorando e não convidavam a gente e de fato isso aconteceu. Contei apenas um pouco de tudo. Cansei. Não faço mais questão de ter amigos, essa fase já passou, Jesus é o meu melhor amigo, quando me sinto triste e preciso desabafar por algo, me ajoelho na beira da minha cama e converso com ele com lágrimas nos olhos, logo depois vem meu marido, que é meu amigo, companheiro e amante, minha mãe, minha irmã e a esposa do meu pastor no Brasil, que é uma senhora. Também fiz meu blog para para desabafar.
Tenho muita consideração por você, pois vejo sua sinceridade, você é como eu nesse ponto.
Você nunca sabe, mas as vezes você está cercada de cobras querendo te dar o bote e você não percebe. Pelo que pude perceber você é uma pessoa "perseguida" pelos olhares e corações malígnos, simplesmente por você ser você mesma. Tenha fé, porque contra mal- olhado, só Deus.

Abraços linda

Elune disse...

Amiga eu fiz lá, vê se dá certo :P

Que pena que vais fechar o blog de treinante, mas acredito que será melhor assim. Dê um tempo disso mesmo, eu também quase não toco mais no assunto.
Que bom que estás numa nova fase de sua vida, gosto de ver você feliz, você transmite isso pra nós.
Não deixe de postar hein!

abraçosss

Behsali disse...

Ainda bem que vc tem esse blog, assim não perdemos contato!!
Super beijo

Alessandra Mulher dos olhos de Deus disse...

Oi lindinha, Vim te visitar através da amiga Taty, eu estive no outro e vi que vc está fechando e abrindo esse, então estou aqui, rsrs. Amei seu cantinho, muito carinhoso, lindas palavras, amei. Queria saber se poderíamos nos seguir, trocar idéias e experiências,Grande bj e fiquem com Deus.

Nanda Ramos disse...

o lindona realmente não sei o que se passa... faz mt tempo que vc não está no blog ahuahau lembro da época que eu me confundia de vc com a outra anel hihi era engraçado..
espero que tudo se resolva da melhor forma bjokassssss

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...