quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

...ALÉM DISSO,AMANHÃ É UM NOVO DIA



Como eu queria saber as respostas! Como eu queria que o livro da vida fosse um manual prático e fácil de ser interpretado, usado ... como eu queria não ter passado pelos momentos terríveis que passei, pelas dores que me foram inflingidas, pelos danos que sofri, por tudo que perdi ... como eu queria que tanta coisa tivesse sido diferente ... queria não ter cometido tantos erros, enganos ... queria não ter sido tão infantil, tão orgulhosa, tão egoísta ... como eu queria ter aprendido antes o que hoje eu sei, e só assim não teria vivido certas coisas, não teria conhecido certas pessoas, não teria feito determinadas escolhas ... sim, teria sido tudo diferente se eu soubesse antes. Se eu tivesse tido a chance de saber. Se eu pudesse escolher.
Mas, será? Será mesmo?
E como seria a minha vida, nesse caso? Teria sido perfeita? Teria sido coroada apenas por flores de alegria e perfumada de felicidade? Acho que sim, não? Se pudéssemos escolher, ninguém escolheria o sofrimento, nem as provações, nem as duras lições que a vida tantas vezes nos dá. Mas, nesse caso, qual seria o sentido da vida? Qual seria o meu mérito?
Coisa de loucos ... pensando assim até parece que tudo está certo da maneira que está, que tudo foi como devia ter sido. E talvez, sim, seja isso mesmo.
Quem me dera deter todas as respostas, mas não sou detentora da verdade. Ninguém é. Apenas Deus.
Quando olho para o passado percebo que muitas coisas aconteceram em consequência de uma cadeia de acontecimentos iniciada por mim mesma ... e que outras, bem, outras eu não sei ... foram-me impostas, surgiram no meu caminho, ou talvez eu tenha aceitado que elas fizessem parte da minha vida antes de reencarnar nesta vida, segundo a visão espírita.
Eu não sei ... não sei muita coisa. A única coisa que sei é que de alguma forma tudo tem uma razão de ser nessa vida, mesmo que ainda não possa entender. E apesar de tudo, o que eu também sei é que para frente é o caminho ... com fé e com coragem ... tem essa força que vem não sei de onde e me levanta, me empurra, e grita ao meu ouvido tudo que instintivamente sei, mesmo que aparentemente nada saiba.
E assim eu continuo, todos os dias, em busca de mim mesma, em busca da minha verdade ... continuo ... amando, doando, sendo cada vez mais quem realmente sou, despindo-me a cada momento de tudo que nunca fui mesmo quando pareci ser, e quando me esforcei para todos acreditassem que eu era.
Hoje só quero ser eu mesma, e contentar-me com isso.

5 comentários:

Marina* disse...

É isso ai.. uma grande beijo !

Rydi disse...

Amiga eu tenho os mesmos questionamentos, mas o contrário de vc eu mudei muito. Agora só faço o que Deus realmente toca no meu coração.

Elaine Gaspareto disse...

Angel, você recebeu meus emails?
Beijos

Elaine Gaspareto disse...

Angel, por favor, preciso de um retorno seu pois preciso liberar os blogs para novas amostras de outros projetos.
Se não tiver mais interesse por favor me retorne, tá?
Beijos

Angel disse...

Imagina se não tenho mais interesse ... :) Já estou de volta.
Beijo angelical.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...