quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

CLARA ... DA NOVELA PASSÍONE!



Hoje o assunto tem a ver com a personagem da Mariana Ximenes, essa actriz fantástica, que interpreta a Clara na novela Passíone da Rede Globo. Mas antes de tudo, eu quero parabenizar essa profissional de grande gabarito que tem se revelado, trabalhado após trabalho, mostrando o que vale e a sua incrível versatilidade, qualidade indispensável para poder "viver" personagens tão diferentes uns dos outros quanto ela tão bem tem feito.

Mas, agora vamos deixar a Mariana um pouco de lado e falar da Clara. Vocês não sabem como eu fiquei chateada quando descobri que ela não havia mudado, e que muito pelo contrário, estava pior do que nunca. Eu não queria isso, não queria esse desfecho. Queria que ela tivesse realmente aprendido a lição, que se tivesse redimido e fiquei satisfeita com o rumo que a novela tinha tomado com o Totó a dar-lhe uma nova chance.

Sinceramente, acho que não teria sido nada mau se o final fosse esse, seria uma forma de mostrar a sociedade que algumas pessoas podem sim, transformar-se, melhorar e trilhar o bom caminho. E o Totó foi a novela inteira, exemplo de um ser humano grandioso, cujo dom maior é o amor e o perdão, a generosidade. Mas, burro ele não era. Como ficou provado agora.

Bem, esse post não é para discorrer sobre a trama em si, e sim para abordar o tipo de gente que a Clara representa, pois, acreditem, essa classe de pessoas existe. E é tão triste ser obrigada a concordar com isso ... mas é verdade.

Eu honestamente não compreendo como existem pessoas capazes de ser tão frias, calculistas, manipuladoras, egoístas, materialistas. Pessoas desprovidas de qualquer amor, compaixão, respeito pelo seu semelhante. Pessoas que não se importam com nada, nem com ninguém, desde que elas estejam bem, ou consigam os seus objectivos.

Pessoas assim, não dão valor a nada do que eu ou você possamos dar. Elas não estão nem aí mesmo se vão magoar alguém, elas não se impedem de mentir, enganar, trapacear, entre outras coisas bem piores.

Elas não se interessam, nem lhes pesa na consciência o facto de alguém lhes ter perdoado os erros, de lhes ter sido dada uma segunda chance.

Quantas vezes você já relevou alguma coisa numa pessoa e ela voltou a pisar na bola? Você, eu não sei, mas comigo já aconteceu mais do que uma. E eu garanto: dói! Dói muito dar uma segunda oportunidade a alguém, seja a sua empregada, seu marido, sua namorada, sua vizinha, seu colega, seu melhor amigo, e essa pessoa deixar claro que está pouco se lixando (perdoem a expressão) para o seu gesto de nobreza, muito menos para os seus sentimentos.

Na vida já me debati algumas vezes contra essa questão. Perdoar vs Não perdoar. E sabem de uma coisa, em diferentes situações eu sempre perdoei. Porquê? Porque é da minha natureza, acho eu. Porque é isso que eu sou, porque acredito que todas as pessoas podem errar e todas elas podem se arrepender e melhorar. Isso é verdade, mas nem sempre, apesar de poderem, elas realmente se arrependem e mudam. E aí, somos nós quem sofremos. Choramos rios de lágrimas, mas eu pessoalmente sempre me levanto com a sensação de dever cumprido. Sentir-me-ia pior se não tivesse dado uma nova oportunidade, então, como eu costumo dizer, e nem toda a gente entende, "deixa estar, eu fiz o que devia".

E voltando a Clara, para finalizar, ela é baseada em gente de verdade. É assustador, mas existe gente assim. Que não valoriza o amor, a amizade, a confiança que os outros nela depositam. Que fazem por desmerecer a mão que lhes foi estendida. Que cospem no prato em que comem, que estão-se nas tintas para os estragos que vão causar no coração de alguém.

Honestamente, eu acredito que exista um perfil de gente considerada normal e que certas pessoas, para mim, não podem ser normais. Helloooooo ... não é natural trazer dentro de si tanta maldade, tanta falta de sensibilidade, tanta ingratidão, falsidade, tanta carga negativa. Isso não é natural, não é ser gente. É um tipo de distúrbio, uma doença, só pode ser, já que eu, que me vejo como um ser humano normal, que com todos os meus erros e acertos, não consigo digerir, nem entender a natureza dessas criaturas. E sempre me pergunto: o que as move? O que lhes vai na alma? O que está por dentro? O que as fez assim? Porquê? Porquê ...

Enfim, hoje foi mesmo para desabafar porque vi o episódio e fiquei a pensar nisso. Uma pena!

Mas ... pelo menos o Totó está vivo ahahahahahahahah por essa eu não esperava. Gostei. Ele não era o banana que todo mundo dizia, enganou a bandida. É como se diz, na primeira qualquer um pode cair. Mas na segunda, só cai quem quer.

Beijinhos meus.

Angel.

4 comentários:

Marina* disse...

Eu uma grande atriz mesmo viu, e eu tbm fiquei tão chateada que ela não tinha mudado ia ser tão mais vida real ou sei lá rs..
Um grande beijo querida!

Rydi disse...

Oi amiga, olha seu post caiu do céu. Minha família está passando por uma situação assim também. Sempre tem aqueles que vem pra destruir a família invés de unir, não assisto novela e nem sei como é essa personagem,mas a pessoa em questão que falo agora é do jeitinho que vc descreveu. Só pode ser doença mesmo, porque não dá pra entender a cabeça de certos ser humanos. É triste viu.

Luma Rosa disse...

Ela é linda e talentosa, mas quanto ao personagem não posso dizer nada, não assisto a novela, mas de antemão sabemos que gente ruim tem pra todo lado e as novelas são baseadas em tipos do cotidiano. Honestidade, algumas pessoas não sabem o que é isso, não tiveram espelho. Beijus,

Sandra Botelho disse...

Concordo com vc seria muito bom se ela tivesse mudado mesmo.
Bjos achocolatados

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...