segunda-feira, 7 de novembro de 2011

UM ANO NOVO SE ANUNCIA

imagem da Net




Incrível como o tempo passa num ápice. 
Ainda ontem o ano estava no início, mil planos, sonhos, projetos ... e de repente estamos em Novembro, muito perto da reta final de 2011.


Obviamente que se formos analisar todos os acontecimentos e situações porque que passamos conseguiremos situa-los nesse tal tempo tão difícil de ser compreendido, se é que pode mesmo ser medido, mas a tendência que temos parece ser a de compactar a vida e assim quando se vislumbra o passado de relance, certas coisas não têm mais a mesma importância ... dores que a gente já nem se lembra que doeram e o pior, alegrias que a gente esquece de lembrar que viveu. 


Acredito, porém, que para outras tantas pessoas seja diferente, e que tenham em si, bem vívidas, todas as vivências ao longo desse ano ainda em curso, e que eventualmente para elas, não pareça que apenas se tenham passado 11 meses e sim 11 anos.


É ... tudo depende mesmo da maneira como cada um observa e experimenta a vida, os seus caminhos e resultados.


No entanto, creio eu que existe algo em comum entre a maioria de nós. 
Esta fase de cada ano, e quanto mais se aproxima o 31 de Dezembro, mais introspetivos ficamos, e ainda que sem querer, a reflexão sobre tudo que fizemos, que deixamos de fazer, toma conta da nossa mente.
Acho essa reflexão positiva na medida em que nos ajuda a analisar a nossa própria vida, nossas atitudes, nossas escolhas e suas consequências. 


É quando normalmente nos damos conta que demos demasiado, que exigimos demasiado nós mesmos, que nos cobramos demais, que nos mentimos, que deixamos que situações se arrastassem por mais um ano ... e não raras vezes, que nada mudou. Que tudo continua igual. E quão triste, lamentável e frustrante isso é ... quando é.


É raro encontrar alguém que depois do balanço de mais um ano se sinta plenamente satisfeito consigo, apresentando quase sempre algum tipo de insatisfação/frustração quer a nível pessoal, sentimental, emocional ou profissional ... Ou seja, é bem comum encontrar pessoas assoladas por crises existenciais nessa época específica.


A boa notícia é que nem todo mundo fica down, ou é afetado pela síndrome do final de ano. Mas é interessante observar as coisas sob esse prisma, e é por causa disso que estou abordando o assunto desta forma.


Já pensaram nisso? No efeito psicológico que uma data pode ter sobre as pessoas? 


Afinal, o dia 31 de Dezembro é na verdade um dia como outro qualquer, bem como aquele que lhe segue. O 1 de Janeiro. Mas a simbologia do fim e do recomeço estão profundamente enraizadas nestas datas em particular, e então todos começam a fazer novos planos, a resolver pendências, a estabelecer metas e a fazer, ou refazer, promessas.


O bom da coisa é que, tal como disse, há o fim do ano, mas também, e felizmente para todos nós, o princípio de outro.


Nova oportunidade para acertar, melhorar, realizar. Isso varia consoante cada um e suas ambições, desejos ou necessidades da alma.


Eu desejo profundamente que todos nós consigamos organizar a nossa mente e conscientemente fazer a devida análise do que tem sido 2011, que bons frutos colhemos, que conquistas obtemos. Ou então, que possamos reconhecer o tamanho dos nossos erros e assumir o compromisso de trabalharmos pela transformação interior. Essa é afinal, a grande meta na vida.


Não existe dinheiro, bens, emprego, carreira ou status que superem a sensação de vitória que só a Paz interior e a realização pessoal nos transmitem.


Que seja assim, então. Muita Luz e muita Paz para esse novo ano que se anuncia, mas ... não deixem que 2011 se acabe sem resolverem o máximo que puderem. Evitem levar problemas para o ano novo. Problemas, conflitos, ressentimentos, são energias pesadas e negativas que nos impedem de ser tão felizes quanto merecemos. Portanto, faça uma lista se for necessário e faça agora tudo que precisa de ser feito. 


Reconcilie-se com o seu irmão, seu amigo, seu chefe. Perdoe a quem o magoou. Perdoe-se a si mesmo, pois você não é perfeito e errar é humano. 


Pague as suas dívidas na medida do possível, assuma o comando da sua vida e adopte uma nova atitude. Uma atitude positiva. Encha-se de Amor, de Luz e seja uma fonte disso mesmo para todos que se aproximarem.


Não importa o que aconteceu, você tem a chance de fazer tudo de uma forma diferente desta vez. Pois então, comece hoje mesmo para que esteja pronto, leve, livre e solto na hora da virada 2011/12.


Boa sorte para todos nós neste processo de auto-cura e de renovação.

Deus nos abençoe a todos.

Um comentário:

Dama de Cinzas disse...

Realmente a gente nunca tá plenamente satisfeito. Sempre quando vai chegando esse final de ano, vem os balanços emocionais. Algo difícil para mim, sempre.

Mas de qualquer maneira, 2011 foi um ano mais positivo que 2010, sem comparação. 2010, foi um dos piores pra mim.

Beijocas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...