quarta-feira, 20 de outubro de 2010

ENTENDENDO A DEPRESSÃO




Quase todas as pessoas já ouviram falar em Depressão, mas poucas são as que realmente sabem o que significa essa doença. A grande maioria simplesmente ignora a sua seriedade por nunca terem vivido nada parecido, nem terem visto ninguém próximo passar por essa complicada doença. E aqueles que sabem bem o que é, quase todos, optam por se calarem e por se esconderem, confidenciando apenas aos mais próximos o drama que vivem ou viveram, porque lamentavelmente, apesar de ter sido designada como a doença do século XX e as estatísticas apresentarem estimativas alarmantes para o futuro, relativamente a Depressão, o assunto ainda chega a ser tabu.

Assumir que se sofre de Depressão para muitas pessoas é uma declaração de fraqueza. Outras não conseguem lidar com o preconceito das pessoas que, na sua ignorância, não entendem a doença, e chamam-na de "frescura", entre outras coisas, o que faz o doente sentir-se frustrado, incompreendido e solitário. Tendo em conta isto, não se pode censurar quem obviamente prefere preservar-se e manter em segredo, o mais possível, o que acontece consigo. No decorrer de uma Depressão, e especialmente quando se luta para se livrar dela, é muito importante o amor e o apoio incondicional das pessoas que se encontram por perto.

A Depressão é uma doença e deve ser tratada por um psiquiatra, pelo menos, nos casos mais graves. Sim!
Psiquiatra não é aquele médico sinistro que só trata de gente louca. Esse é outro pré - conceito, o que faz com que muitos doentes adiem a busca por auxílio por se recusarem a marcar uma consulta de psiquiatria, sentar numa sala de espera de um consultório psiquiátrico, afinal, tudo isso costuma ser de início constrangedor.
Mas só de início, porque em pouco tempo a pessoa percebe outras tantas pessoas iguais a si, pessoas normais, que não aparentam nenhum tipo de loucura, e que frequentam naturalmente esse tipo de consultórios. Portanto, se é o seu caso, por favor, não deixe de pedir ajuda por causa do que os outros vão pensar. Você não tem do que se envergonhar. Você tem é que querer viver, querer qualidade de vida, e isso muitas vezes só é conseguido através do tratamento adequado que só um psiquiatra pode prescrever.

No início deste post eu disse que muita gente não sabe realmente o que é Depressão. Pois bem, Depressão não é tristeza, como muitos pensam, porque a tristeza costuma ter uma causa bem definida, como uma perda, acontecimentos trágicos, decepções, etc. Todas essas situações trazem sofrimento e dor, causam uma grande tristeza na vida das pessoas, para mais ou para menos, depende apenas do caso, da situação e das circunstâncias. Porém, a tristeza tem uma duração limitada, e mesmo nos piores casos, cedo ou tarde a dor atenua e a ferida cicatriza. Mesmo que nunca consigamos esquecer, e que certas marcas perdurem para sempre, a vida continua. Mas Depressão, é muito mais do que tristeza.

Depressão é uma dor de alma, um estado de baixo astral que nem sempre tem uma causa lógica, nem aparente, e que se prolonga por semanas, meses e até anos. A Depressão afecta a nossa vida de todas as maneiras, negativamente. Ela diminui ou destrói a auto-estima do doente e afecta os seus relacionamentos de todo o tipo. Os principais sintomas de Depressão são:

-Insonia nocturna e sonolência diurna
-Isolamento (pessoas deprimidas preferem estar sozinhas)
-Falta de vontade de fazer todas as coisas que antes gostava, como festas, desporto, praia, cinema, trabalho,...
-Falta ou excesso de apetite
-Falta de vitalidade, de energia, de vigor
-Cansaço sem motivo
-Falta de alegria de viver
-Falta de concentração,problemas de memória
-Desleixo com a aparência, falta de vontade e força até para tomar banho, escovar os dentes
-Sentimento de desesperança, pensamentos mórbidos

A Depressão é uma desordem psiquiátrica muito mais frequente do que se imagina.
Existem tipos diferentes de Depressão, desde as mais leves e moderadas, às mais complicadas e graves. Mas, a boa notícia é que todas as formas de Depressão têm cura mediante tratamento.

Nos casos mais simples, o paciente pode superar a Depressão apenas com psicoterapia e mudanças no estilo de vida, tais como exercício físico, etc. Noutros casos mais sérios, de Depressão Profunda, por exemplo, o uso de medicamentos, os Antidepressivos, são necessários e fundamentais para que se trate a doença com êxito e se impeça que ela retorne.
Daí a importância de se seguir o tratamento a risca até ao fim para impedir recaídas futuras.

Não substime a Depressão, não pense que é coisa de gente fraca, frescura, falta de problemas de verdade, e outras baboseiras que tenho ouvido e lido por aí. Não seja injusto para com quem sofre deste mal só porque não consegue entender.
Não pense também que existe um perfil de pessoas deprimidas, porque não é verdade. Tanto pessoas mais alegres e eufóricas, bem resolvidas, etc, quanto tímidas, reservadas e inseguras, podem ser vítimas de Depressão.

A pessoa deprimida não tem culpa de se sentir como se sente, portanto, NÃO ADIANTA dizer coisas como: "tens que reagir", "faz um esforço", "levanta-te da cama e vai trabalhar", e por aí vai, como se o deprimido não soubesse disso tudo de cor e salteado. Ele sabe que tem que fazer, que lutar, que se esforçar, mas ele simplesmente não consegue. Ele precisa de ajuda. Da ajuda dos remédios, de um psicoterapeuta, do apoio dos familiares e amigos que o entendam sem julgar, que o incentivem sem cobrar, que lhe estendam a mão nessa hora tão terrível em que nada parece real, em que tudo se mistura, em que a pessoa vive sem viver de verdade. É mais um espectador da vida, do que alguém que vive reamente.

A Depressão está na origem de inúmeros suicídios, pelo que se deve entender claramente o quanto ela pode ser séria, grave e mais do que importante que seja diagnosticada e tratada. Claro que esses casos trágicos não são a maioria, mas existem números suficientemente elevados para que isso seja uma preocupação da OMS.

Se este é o seu caso e ainda não procurou ajuda, faça-o agora. Não prolongue o seu sofrimento desnecessariamente.

Se desconfia que pode estar a entrar numa Depressão e tem alguns dos sintomas descritos há mais de duas semanas, não hesite em procurar ajuda. Pode começar por um psicólogo ou um clínico geral, que em princípio tem a obrigação de saber fazer uma pré-avaliação e indicar um especialista se for o caso. O importante é que dê um primeiro passo. Lembre-se que toda e quaquer depressão deve ser tratada a fim de evitar que mais tarde ela volte a afectar-lhe.

Se conhece alguém que sofra de Depressão, seja um parente, um amigo, um conhecido, demonstre que entende minimamente o que essa pessoa está a passar, ainda que lhe restem várias dúvidas. O que importa é retirar o véu da Depressão e olhar para ela como uma doença qualquer que precisa e deve ser tratada.

Depressão tem cura. É preciso que se tenha esperança :)

4 comentários:

Mahria disse...

Oi
Linda, vim aqui te agradecer pela visita e comentário em meu blog.
Obrigado.

Beijos
Mah

Mahria disse...

Oi Angel
Querida obrigada pela atenção de avisar sobre a postagem, mais foi uma falha minha, na verdade eu quis deixar o texto apenas como rascunho, mais por uma falta de atenção acabei publicando, como ainda não estava ok, voltei atrás e cancelei.


Bjs e domingo como um dia de domingo.


Mah

Angel disse...

Oi Mah :) não foi nada, querida, o que é isso? Eu estranhei, por isso te avisei.
Beijooooooooo.

Geraldo Quites disse...

Olá, gostei muito do seu comentário sobre a depressão e dos cuidados que temos que ter com tal situação.

Eu acredito muito em existências passadas, somos seres milenares e ainda iniciantes no quesito moral. Passamos por várias etapas em nossas existências e pela ignorância, optamos por caminhos menos iluminados, aí, na existências atual, ficamos meio melancólicos sem saber o porque. São nossas sensações espirituais não compreendidas.

Abraçar a depressão e encontrar nela a alavanca para o crescimento, é muito importante. A depressão é para o espírito como a febre é para o corpo. Ambas estão mostrando que algo está fora dos trilhos, que devem ser acertados e o mais importante é saber onde está o problema nesse trilho e procurar corrigi-lo.

Com tudo isso, eu, subjetivamente, considero a depressão um elemento fantástico para nortear se a nossa espiritualidade está no caminho certo, ou não.

A procura de profissionais na área é de suma importância para nos ajudar a tomar os medicamentos corretos e usar essa bengala química durante o tempo necessário para nosso restabelecimento.

Abraços,

Geraldo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...