terça-feira, 19 de abril de 2011

MUDE AGORA



Queridos leitores, antes de mais quero começar por dizer que por melhor que faça um curso de medicina, jamais será um bom médico se não exercer essa profissão. Do mesmo modo, não adianta nada apenas intelectualizar as palavras certas, nem os livros dos autores mais sábios, se não se decidir a uma mudança efetiva na sua vida.

Chega de adiar, chega de sofrer, chega de se martirizar, chega de deixar para começar amanhã, chega de ter pena de si mesmo, chega de achar que ainda não está pronto. Chega! A hora é essa. Hora de ser feliz, hora de mudar tudo que precisa de ser mudado.

Digo sempre que a vida é feita de mudanças e que nós precisamos de acompanhar essa mudança. Não adianta chorar sobre leite derramado, muito menos esperar que alguém mude, finalmente, para o/a fazer feliz.

Também não se apegue ao que já foi, tipo, "nós já fomos tão felizes". Consegue perceber em que tempo do verbo coloca a frase? Não diz que somos felizes, e sim que fomos. Se foram, é porque já não são e se já não são é porque acabou.

Não arranque os cabelos a tentar entender porquê que não deu certo, nem perca tempo atribuindo culpas. Nada disso tem importância. Está na hora de se consciencializar que houve uma mudança na sua vida, e que vivido o devido tempo de lamento e dor, muito naturais, agora é hora de se levantar, sacudir a poeira a dar a volta por cima, como diz o samba. Ou será que prefere que se passem mais dois, mais 5 ou mais 10 anos até que possa se dar conta de tudo isso? Será que tem noção de quantas coisas maravilhosas afasta de si mesmo quando se fecha no seu mundo de martírio e culpa?

É isso mesmo. Tal como o sol nasce todos os dias, e esse espetáculo é diferente todos os dias, a vida também lhe oferece oportunidades de ser feliz todos os dias, mas estando mergulhado na escuridão é óbvio que não poderá ver.

Na minha opinião, e de vários autores de renome, especialistas em auto-ajuda, espiritualidade e poderes mentais, quanto mais uma pessoa luta consigo mesma, mais dor e sofrimento atrai para a própria vida, tornando-se um círculo vicioso. Você não tem que lutar. Deixe de lado essa batalha interior. Não resista ao agora. Ao resistir ao momento presente, trava-se uma batalha contra o universo inteiro. Isso faz-me lembrar de uma frase que diz "Quando me amei de verdade, pude perceber que o sofrimento emocional é um sinal de que estamos a ir contra a própria vontade", pois no fundo sabemos o que devemos fazer, mas o medo da mudança, da perda, do desapego, tudo isso faz-nos reféns de nós mesmos, nesse caso do nosso ego.

Então, é preciso parar de lutar e resistir ao que a vida nos está a mostrar agora, e aceitar, admitir que as coisas são como são. A partir daí, sem nenhum grande esforço, tudo começa a mudar expontaneamente porque você, caro leitor, entra em sintonia com o universo, com o Poder Maior e abre as portas para a felicidade entrar na sua vida.

A atitude de mudança tem que ser uma atitude consciente onde você tem que estar presente a 100%, portanto liberte-se do passado, e tão pouco transfira a sua existência para o futuro, porque a única coisa que temos na vida é o momento presente. É no agora que mudamos, que nos transformamos e que construímos o amanhã.

O meu profundo e sincero desejo é que cada uma das pessoas que vier a ler este texto consiga entender realmente o seu significado e mais do que isso, que comece a pô-lo em prática a partir deste instante, decidindo-se a dar uma guinada na própria vida, a mudar e/ou a acompanhar a mudança que ela impõe.

E finalizo, indicando um pequeno mas poderoso livro que li faz muitos anos e que traduz muito do que aqui foi dito. Chama-se "Quem mexeu no meu Queijo ?" e é da autoria de Spencer Johnson.
É um livrinho maravilhoso que eu, particularmente, li em poucas horas :) Espero que gostem.


Muita força, coragem, Paz e Luz no coração de todos vocês.

6 comentários:

Maria José disse...

Lindo texto, amiga. As mudanças necessárias devem ser feitas de imediato. Postergar não adianta. É mentir para si mesmo. Beijos.

Angel disse...

É verdade, amiga. Quando surge a mudança, não adianta deixar-se ficar parado(a).
Beijo grande.

Rosalino disse...

Como qualquer em qualquer casa que precisa de tempos a tempos uma mudança. Também o nosso interior precisa de ser renovado com um espírito diferente. Ou então deixar que esse nosso interior seja invadido de coisas novas que nos possibilitem uma maneira diferente de encarar a vida.

Rosalino

Carla Farinazzi disse...

Oi Angel,

Minha única certeza é realmente que o único tempo que existe é o presente. É no presente que tudo é construído. Edificado, plantado.
E também acredito firmemente que as mudanças são, sempre, para melhor.

Beijos

Carla

Angel disse...

Isso mesmo, caro amigo Rosalino, é preciso que nos reiventemos de quando em vez para dar sabor à vida.
Grata pelo teu comentário.
Luz no teu coração.

Angel disse...

Carla, sabe qual a coisa que eu mais gosto por ter um blog? O fato de aprender tanto, todos os dias, através dos posts daqueles que sigo, dos comentários que fazem nos meus ... é uma troca muito edificante mesmo.
Concordo com você. Mesmo que a gente não entenda bem como, as mudanças sempre são para o melhor.
Deus sabe o que faz! Não é assim que diz a frase?
Um beijo, querida.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...