segunda-feira, 5 de novembro de 2012

POTENCIALIZE A SUA ORAÇÃO AGORA



Olá amigos deste blog, como vão vocês?

Estava aqui a pensar no que escrever (na verdade não pensei muito) e decidi trazer o seguinte tema: Oração.

O que seria, então, uma oração?

"Oração é um ato religioso que visa ativar uma ligação, uma conversa, um pedido, um agradecimento, uma manifestação de reconhecimento ou ainda um ato de louvor diante de um ser transcendente ou divino. Segundo os diferentes credos religiosos, a oração pode ser individual ou comunitária e ser feita em público ou em particular, e pode envolver o uso de palavras ou música". (Wikipédia)

Essa definição deixa claro que existem vários tipos de oração, consoante cada religião, cada crença, podendo ser dirigida à mais de um Deus, outras formas de divindade, espíritos, expressões da natureza, tendo muitas formas de o fazer. Há quem reze de joelhos, falando baixinho. Outros rezam em pensamento, a qualquer hora do dia. Há ainda quem cante, louvando ao Senhor, como também há quem medite para se conectar com Deus.

Uma coisa que me incomoda é que certas pessoas, mentes fechadas, acreditam realmente que a oração e o exercício da fé, só têm valor se estiverem de acordo com a religião que professam. Acho que isso é tão absurdo quanto tolo, pois é muita presunção considerar que só uma religião (ou coisa que o valha) é dona da verdade. Quanta loucura, não?

Do mesmo modo, penso que todas as pessoas que, literalmente, não frequentam Igreja alguma, mas que oram, têm fé e são crentes em Deus, possuem as mesmas chances de serem "ouvidas" e de terem as suas preces atendidas.

Isso porque o que importa numa oração é a fé e a intenção, não se a pessoa é cristã, protestante, judaica ou muçulmana. Na verdade, não importa se a pessoa tem uma religião, pois eu defendo que Deus se encontra em todas as religiões e em nenhuma, ao mesmo tempo. Deus é muito maior que um punhado de livros, de dogmas, de "leis" ou regras. Deus é Tudo, e é o Todo. É imensurável. É inenarrável. É transcendental, de tal forma que é impossível limitá-LO àquilo que determinados grupos de pessoas fazem.

A Oração, para mim, é uma forma de ativar, como já referiu a definição da Wikipedia, um modo de comunicação, um canal entre mim e Deus. A oração me acalma, traz paz à minha vida, atrai energias positivas,  faz com que eu fortaleça a minha fé, um pouco todos os dias, me ensina a confiar, a ser paciente.

Mas como isso acontece? De que forma a oração interfere nas nossas vidas?

Ora bem, na minha humilde opinião, a Oração bem sucedida é aquela que está em plena sintonia com a nossa mente consciente. Oração é poder? Sim, mas só porque o pensamento tem poder.

Se somos o que pensamos, isso significa que devemos estar atentos àquilo em que acreditamos, à forma como nos sentimos e como expressamos tudo isso no mundo exterior, inclusive através da oração.

Muitas pessoas PENSAM e dizem:" Deus não atende às minhas súplicas"; "Sou um pobre coitado"; "Nunca serei ninguém"; "Sou uma pessoa fraca" ... e uma infinidade de outras que não caberiam aqui.

Da mesma forma, tais pessoas, normalmente, oram à Deus nos seguintes termos: "Meu Deus, eu estou tão cansado de ser traído, de não ter dinheiro para comprar o que necessito. Oh , meu Deus eu não sou bem quisto, só tenho azar em tudo que faço na minha vida. Porquê, meu Deus? Porquê? "

Bem, esse modelo de oração está totalmente equivocado, e por isso mesmo, provavelmente, não surte nenhum efeito. Vejamos a mesma oração feita de uma maneira um pouco diferente.

"Meu Deus, oro a Ti, Senhor, para que Tu sejas Provedor na minha vida. Que me dês tudo quanto necessito para viver feliz ao lado da minha família. Graças te dou pois sou abençoado, coisas maravilhosas estão no processo de se materializarem na minha vida, exatamente como eu desejo, em nome de Jesus Cristo. Amém".

Essa pequena diferença é a chave da questão. Se nos sentimos derrotados e oramos como derrotados, continuaremos a ser derrotados. Porque nós somos aquilo que pensamos que somos, aquilo que infiltramos na nossa mente diariamente. Portanto, para que a oração seja bem sucedida, é preciso sintonizar a nossa mente com a Energia Criadora (Deus, Alá, Buda, Shiva, a Grande Mãe, a Lua ou qualquer que seja a nossa crença).

A oração é uma ferramenta útil, indispensável e realmente maravilhosa. Mas ela não serve de nada se não for utilizada da maneira certa.

E agora, uma pergunta que alguns ainda fariam: Deus escolhe as preces que deve ou não atender?

Claro que não. Deus não deixaria de atender a ninguém propositadamente. Na verdade, nós mesmos determinamos como e quando, e se, teremos as nossas preces atendidas, porque tudo na vida é causa e efeito.
E tudo é perfeito, segundo as leis de Deus.

Então, a proposta hoje vai para que tomemos consciência de quem somos e de quem queremos ser. E que façamos uso dessa "coisa" maravilhosa, chamada oração, que Deus, em sua imensa glória, colocou ao nosso dispor para com ele nos comunicarmos, à Ele agradecermos, exaltarmos, louvarmos e pedirmos graças.

Fiquem todos com Deus, seja qual for a vossa religião, e boas orações ;)

P.S. Imagem da internet

3 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Eu sou uma pessoa de muita fé em Deus, penso nele várias vezes por dia e converso com ele mentalmente, acho que esse é meu jeito de orar. Não frequento templos religiosos, mas Deus tá aqui comigo agora, tenho certeza disso.

Beijocas

O Profeta disse...

São mudas as neblinas nesta ilha
É de pobreza o pão que alimenta o meu sentir
Oiço o mar com os meus próprios dedos
Parti do desencontro dos meus derradeiros medos

Parti e deixei no cais mil dúvidas
Lembrei tempos que corri feliz pelas amoras
Nesses dias bebi sofregamente a vida
Nesses dias a minha alegria era incontida

Uma radiosa semana


Doce beijo

Angel disse...

Beijos meus queridos :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...