segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

A CARTA DOS DESEJOS

Todo final de ano (os primeiros dias do ano novo também servem) eu escrevo uma carta. Mas não é uma carta qualquer. É uma carta especial.

Para começar, ela é sempre datada, este ano, por exemplo, assim: 31/12/2013

Como assim, se ainda agora o ano começou?

Essa carta é uma carta de desejos e intenções, e também de graças porque partimos do princípio de que as nossas preces já foram atendidas.

Ao começar a escrever, eu agradeço, como se já tivesse acontecido, pelas coisas que eu quero que aconteçam no decorrer desse ano.

Vou colocar alguns exemplos gerais para que possam entender melhor:

"Muito obrigada, meu Deus, pelo emprego maravilhoso que consegui este ano e me permitiu sustentar a minha família com dignidade".

"Obrigada Senhor, porque este ano realizei meu sonho antigo de conhecer a Europa"

"Obrigada, meu Deus do Céu, pela tua generosidade em me concederes a graça de ser mãe este ano"

Entenderam, né? O que coloquei acima são apenas meros exemplos. Alguns podem refletir os vossos desejos, outros não terem nada a ver. O importante é entenderem como funciona e escreverem a vossa própria carta.

Ela pode ser do tamanho dos vossos sonhos. Não existe limite nas graças que queremos receber do Senhor, pois, se for da Sua Vontade, e bom para nós, atravês da nossa fé, Ele já as realizou.

É importante sim, que sigam algumas premissas, como colocar a data 31/12/2013 e em todas as intenções, desejos e/ou agradecimentos, expecificar bem o que se deseja, com clareza mental, e sempre reforçando que as concretizações aconteçam durante este ano.

Agora, vocês devem estar a perguntar a si mesmos? Mas, é alguma brincadeira? Alguma simpatia? Ou ainda, como pode isso resultar?

Pois bem, não é brincadeira, e se quiserem chamar de simpatia, que diferença faz? Para mim não muda nada, e eu chamo de Fé.

A Fé é a convicção de que tudo aquilo que queremos da vida, com toda nossa força interior, já se realizou. Só precisa se materializar. Fé é acreditar antes de acontecer. É confiar em Deus sem pedir provas da Sua Capacidade de nos atender.

Então, essa carta é mais uma das várias ferramentas de Fé que existem. Ao colocar no papel aquilo que queremos, conferimos mais poder ao nosso desejo.

Depois, é só guardar essa carta num lugar bem guardadinha, onde ninguém tenha acesso, nem a possa ler, de preferência. "O segredo é a alma do negócio" ;) ... e aguardar, lendo-a de quando em vez ao longo do ano, reforçando a Fé e a Esperança num Deus justo, que Sabe o que é melhor para cada um de nós.

Eu, particularmente, escrevo essa carta dos desejos há três anos, e posso dizer, que de uma forma ou de outra, mais de 90% daquilo que eu desejei, aconteceu realmente. Isso não é maravilhoso?

Se você tiver fé, vá logo escrever a sua carta porque ainda dá tempo. Boa sorte.

Beijos mil, beijos todos.

3 comentários:

ONG ALERTA disse...

Acreditar beijo Lisette.

Angel disse...

Beijo Lisete.
Feliz Ano Novo.

MARIA JOSE Rezende disse...

Olá Angel. Gostei da ideia. São formas-pensamento que nos direcionam a alcançar os nossos objetivos... e o mais importante, o agradecimento por tudo que temos. Beijos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...