quarta-feira, 10 de outubro de 2012

ERROS, ERROS, ERROS ...

Ultimemamente, tenho ouvido muito as pessoas falarem sobre erros.

Erros que já cometeram. Erros que quase cometeram e erros que têm medo de cometer.

Em primeiro lugar, acho bom realçar a grande diferença entre todos esses tipos de erros. Mas antes, que fique mais uma vez bem claro, pois vez por outra, o povo esquece: Todo mundo erra, ninguém é perfeito, ninguém é inafível, nem impassíel de errar, então que tal começarmos por encarar o tal erro como algo mais natural, fruto da nossa falta de conhecimento, da nossa experiência ... sim, porque muitas vezes é assim mesmo que se passa. Nem sempre o erro é uma coisa sórdida, planeada e voltada para prejudicar alguém.

Então, vamos lá esmiuçar esse questão. Todo mundo erra. As pessoas erram quando acreditam numa outra pessoa, confiam e depois se decepcionam por ver que a tal pessoa não era nada do que parecia ser. Nossa, esse erro de juízo acontece bastante, mas porque a gente se martirizar tanto? A gente não tinha como saber, a gente confiou, deu o melhor e se a outra pessoa era uma excomungada, paciência. Vamos ver pelo lado positivo? A gente aprende? É ou não é, gente?

Outras vezes, somos nós que erramos feio com alguém ... traímos, somos desleais, mentimos, prejudicamos, agimos de fé motivamos pela inveja, pelo ciúme e até por influência alheia. Gente, isso é bemmmm mais grave, pois nós somos responsáveis pelo que fazemos e não pelo que os outros fazem.

É como se diz, cada cabeça, seu guia. Sua sentença. Então, para começar, uma boa premissa é isso mesmo. A gente se ligar naquilo que somos, que queremos ser, e agir de acordo com isso, entendem? Garanto que desse jeito será mais difícil errar, embora errar, na verdade seja parte da condição humana. A gente não nasce sabendo tudo. Mas a gente deve aprender com as experiências que pautam a nossa vida.

Tem ainda outros erros, que não podem ser chamados exatamente de erro. Vejamos. Um cara se apaixona por outra e pretende deixar a família, casar de novo e viver seu novo amor. Quem pode garantir que isso seja um erro, uma ilusão? Ninguém, né? Porque cada coisa na vida está ligada a outras mil e uma coisas e então tudo está interligado. Muitas vezes, essa pessoa que está querendo se separar, ela sofre horrorres porque acha que não vale nada, que é uma pessoa insensível, que não tem coração, mas na verdade, é ao contrário, porque se a pessoa fosse tudo isso ela não estaria minimamente preocupada.

Então, finalizando minha gente, o que é certo para alguns, pode ser totalmente errado para outros. Importante mesmo é sempre agir com boa fé, conscientemente e procurando jamais prejudicar ninguém, pelo menos não intencionalmente.

A nossa busca é o acerto. Mas as vezes, para a gente acertar precisamos passar ao lado do erro e isso não nos faz pessoas piores. Nos faz humanos ... claro está, que estou falando de erros, não de coisas do arco da velha, escabrosas e que até o &$*#" duvida.

E é isso, minha gente. Este foi o assunto que resolvi trazer para vocês hoje. Aguardem porque em breve o blog vai bombar com novidades, mas vou deixá-los curiosos e falar sobre isso numa próxima vez.

Beijo na alma de vocês, meus queridos, e não se esqueçam de amar, se amarem e amarem todo mundo à sua volta. Eis o segredo da evolução.

2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Acho mesmo que amadurecer é a gente ir tomando consciência que nada sabemos e que somos falíveis.

Beijocas

Angel disse...

É isso mesmo, Dama de Cinzas.
A gente vive e aprende todos os dias das nossas vidas, rumo a evolução.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...