quinta-feira, 11 de agosto de 2011

AMIGO ...


Para seres meu amigo(a) não precisas de ser rico, ter o carro da moda, nem vestir roupas de marca.
Não tens que ser necessariamente branco, nem negro, amarelo ou vermelho.
Não precisas de ser o mais inteligente, influente ou bem relacionado.
Não tens que saber fazer grandes discursos, nem medires cada palavra ao falares. 
Também não tens que dizer AMÉM a tudo que eu digo. Podes e deves discordar quando achares válido, mas fá-lo sempre na minha presença. Jamais fales de mim pelas costas. Nunca me critiques enquanto não me conheceres o bastante. Dá-me a oportunidade de te mostrar quem sou. Não com palavras. Com as atitudes que o tempo mostra.
Para seres meu amigo(a), não precisas de me tentar impressionar. Prefiro que sejas 100% tu, mesmo que 99% me desagradem, pois entre tantos defeitos, não estarão os piores: falsidade e hipocrisia.
Se és meu amigo, sabes que a porta da minha casa está sempre aberta. És sempre bem vindo.
Sabes que terás sempre o melhor de mim, que não sei amar pela metade.
Mas faz por merecer esse sentimento. Dentre as poucas coisas que exijo, lealdade é fundamental.
Não és perfeito. Não sou perfeita. Aceita-me, tal como te aceito.
Respeita os meus momentos, o meu silêncio, e todos os meus sentimentos.
Não me digas o que fazer. Conversa comigo e dá sempre a tua opinião sincera. São coisas diferentes. Mas principalmente, apoia-me seja qual for a minha decisão.
Para seres meu amigo, não me podes julgar. Não penses que sabes tudo de mim. Não te iludas achando que tens todas as respostas. Lembra-te, eu posso ter motivos que nem em sonhos te passam, então, se eu falhar, ou se achares que estou a falhar, em vez de julgar, tem paciência. Espera a tempestade passar, e acredita quando digo que te amo, mesmo que não esteja sempre aí.
Nunca duvides da minha palavra. Nunca duvides de mim.
Para seres meu amigo, tens que saber quem sou, e logo, do que sou capaz.
Se és meu amigo, não permitas jamais que a nossa amizade se perca por causa de mal-entendidos, picuinhas, intrigas, inveja ou intervenção alheia.
Eu vou sofrer muito se isso acontecer, e vai custar a passar ... e raiva de ti não vou sentir, o perdão te vou conceder ... só que provavelmente as coisas nunca mais serão as mesmas. E isso é triste de se ver.
Acredita, eu sei do que falo.
Sou assim, desse jeitinho. Gosto de gente simples, gente com intenções puras. Gente que sorri de verdade. Não apenas com o esboço de um sorriso nos lábios, mas daquele sorriso que se vê no fundo dos olhos. Do abraço fraterno. Gosto de gente que gosta de gente. Gente que se preocupa com outras gentes.
Aprecio a generosidade num amigo. A compaixão. A humildade. O senso de justiça. Lealdade. Fraternidade. Amor ao próximo.
Gosto de verdade. De gente que fala sem rodeios, mas com coerência.
Gosto de transparência. Gosto de saber por ti o que pensas de mim, não por terceiros. Isso magoa-me.
Gosto de gentileza, de carinho, de receber um "oi" mesmo que não te veja há 6 meses, de saber que te lembras de mim, que me digas que gostas de mim. Sabe-me bem ouvir ... sabe-me melhor dizer.
Se és meu amigo, certamente que sabes tudo isso. Porque me conheces.
Se desconheces a minha essência, não sabes quem sou e assim não tens como ser meu amigo.
Porém ... eu sempre poderei ser tua amiga. A mais certa nas horas incertas. Quem sabe aquela que te vai estender a mão quando todos se afastarem diante da tua derrocada. Nessa altura mostrar-te-ei o que significa piedade, compaixão e perdão.
Para seres meu amigo, só precisas de me amar de verdade, pois eu te amarei igualmente não importa o tamanho da tua imperfeição. 
Isso é amizade. Amor numa das suas belas expressões.
O resto é uma história mal contada que alguém inventou.

2 comentários:

Marina disse...

=D, beijos!

Dama de Cinzas disse...

Belo texto!

Acho que amigos são tesouros! Considero uma das coisas mais importantes da vida.

Beijocas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...