sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

ESPIRITISMO VS ESPIRITUALISMO


Muitas pessoas ainda confundem um termo com outro, mas o fato é que espiritismo e espiritualismo são conceitos diferentes.
Todo espírita é espiritualista, porém, nem todo espiritualista é espírita. Como assim?Embora eu não veja grande importância nisso, vou explicar de uma forma bem simples.
Qualquer pessoa que tenha a crença de que a Vida em si é muito mais do que a matéria, que admite a existência de Deus, uma Existência ou Inteligência Superior, uma Força Invisível que rege o Universo, que admite a existência da alma, opondo-se ao materialismo que não admite nada mais além da matéria, é um espiritualista. O materialista crê firmemente que o Ser Humano é apenas um corpo físico e que o mundo, e o Universo inteiro são obras do acaso atribuindo-lhes explicações fundamentadas pelas ciências exatas.


Portanto, todas as religiões são espiritualistas, sejam os crentes católicos, protestantes, judeus, islâmicos, umbandistas, etc. Todas essas religiões, mesmo divergindo entre si, admitem a existência de um Ser Superior e da alma, além do corpo formado por carne e osso.


O espiritualismo é, então, uma doutrina filosófica, tal como o é também o espiritismo, com a grande diferença que o espiritismo crê ainda na existência dos espíritos e nas suas comunicações com o mundo visível. 


Justamente por isso se diz que todo espírita é um espiritualista, mas nem todo espiritualista é necessariamente um espírita.


A doutrina espírita têm características muito bem definidas, como por exemplo a crença na reencarnação, entre outras, defendendo ainda que algumas pessoas podem ser médiuns cuja missão é auxiliar encarnados e desencarnados através dos vários tipos de mediunidade existentes.


Outra diferença é que embora nem todo espiritualista seja um religioso, a maioria das doutrinas espiritualistas adotam rituais, cultos e adoram divindades várias de acordo com a origem e formação da crença em questão.


No espiritismo não existe nada disso, nem cultos, nem missas, nem padres, nem pastores, nem pais de santo, nem santos, nem oferendas, nem dízimos, nem propósitos.Nada disso.


O espiritismo, no entanto, tem mais do que uma vertente, tal como a umbanda que é uma corrente filosófica espírita uma vez que admitem a comunicação com os espíritos tal como no espiritismo, mas dadas as diferenças na prática das mesmas, o espiritismo propriamente dito, aquele que foi codificado por  Allan Kardec não aceita a umbanda como se tratando da mesma coisa.Para eles espiritismo é espiritismo e umbanda é umbanda.


Essas questões, diga-se de passagem, trazem a baila debates fervorosos por parte dos adeptos das diferentes religiões ou doutrinas, uma querendo ser melhor do que a outra. Inclusive, algumas dessas pecam excessivamente ao julgar e condenar outras, quando na verdade esquecem-se de uma única coisa que realmente tem importância:


Seja espírita ou espiritualista, desde que creia em Deus e aja na prática do Bem, amando e respeitando o próximo, espalhando esse mesmo Amor, tendo Fé e pautando a sua vida nos valores morais e éticos que representam a Lei Universal, isso é tudo que importa.


Independentemente da religião, da doutrina, da seita, ou o que for, Deus é um só, e habita em todos os corações. Quando as pessoas compreenderem esta verdade, de que não existem dois nem três deuses, que Deus é Único, omnipotente e omnipresente, que a sua bondade e misericórdia são infinitas, que Ele é o Criador de todas as coisas visíveis e invisíveis, e que como tal ama a todos os seus filhos sem desprezar nenhum por seguir esta ou aquela doutrina filosófica, aí então quem sabe a humanidade siga o exemplo da Sua tolerância, pois Deus é Amor, e todas as formas de Amor verdadeiro são lindas e recomendadas.


Lembre-se, Deus não mora em nenhuma Igreja, nem em nenhuma organização humana pré-defenida. 


Deus é Deus. Ele apenas É. Ele existe mesmo que você não acredite. Ele é Tudo e Todos ao mesmo tempo.


Portanto, caro leitor, seja um espiritualista ou um espírita, o que faz a diferença é a sua crença e fé em Deus, e a sua forma de estar na vida. É isto que faz a diferença entre si e um outro Ser Humano, a sua natureza, a sua índole.


Quanto a mim ... sem dúvida uma espiritualista, também um tanto mística e hoje em dia conhecendo e estudando o espiritismo. Como diz o ditado, "tudo vale a pena, quando a alma não é pequena".


Beijos meus, com amor.
Angel.

9 comentários:

Rydi disse...

Eu sou 1001% espiritualista e já tive problemas com alguns materialistas. Infelizmente alguns de nós sofre um grande desrespeito por parte deles, pois na grande maioria das vezes se acham acima do bem e do mal, já que não acreditam em nada mesmo, pra eles não há esperança. Que Deus os abençoe.

bjssss

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Angel querida,

Em primeiro lugar quero agradecer muito por suas palavras tão carinhosas deixadas em meu espaço.
Fico muito feliz quando alguém consegue sentir sua Energia e verdadeira essência.
Porque ele é um pedacinho do meu "Ser", aonde posto minhas mensagens e textos favoritos, além de fazer alguns desabafos e comentários.... mas tudo é com muito Amor e respeito.
Estava visitando o seu espaço e faço das suas palavras as minhas.... gostei muito e tive grande afinidade com as mensagens, além de ser de muita Personalidade(gosto muito disto).
Adorei te conhecer também, que seja o início de uma linda e sincera amizade.

Em segundo lugar, Parabéns pela mensagem!
Este tema foi de fundamental importância, pois muitas pessoas ainda confundem uma coisa com a outra.
Eu te digo uma coisa, fui batizada, fiz primeira comunhão...enfim, fui criada na religião católica, mas sou muito grata ao Espiritismo.
Depois que minha mãe faleceu quando eu tinha 15 anos, conheci o Espiritismo e minha visão de muitas coisas mudaram completamente.
Com o passar dos anos, fui procurando por "algo a mais" que já não encontrava no Espiritismo... e hoje Graças a Deus sou uma pessoa que acredita muito nas Leis do Universo. Acredito muito em mim e na Energia de Deus que habita dentro de mim, sou um "Ser Divino" e quando enxergamos todos os Seres vivos como Criação Divina, expandimos nossa Alma.
Parabéns pela postagem.

Um grande beijo em seu coração!!!
E o prazer é todo meu em te conhecer...

Tati disse...

Oi Angel, adorei o texto. E a verdade é esta, e é única neste caso, Deus não está em nenhuma igreja ou seita ou dogma. Deus simplesmente É. E se amamos o próximo, respeitamos a vida e as diferenças, cuidamos do mundo, podemos professar qualquer religião, ou mesmo não professar nenhuma, estamos no Seu caminho.
Linda reflexão.
Obrigada também por tanto carinho no meu blog, em especial por hoje, mas todos os seus comentários foram tão gentis, tão carinhosos. Queria ter vindo antes!
Beijos.
Um grande beijo.

diariodumapsi disse...

Ei Angel!
Acredito que cada pessoa tem sua forma de encontrar Deus e escolhem seus caminhos, cabe a nós respeitar essas escolhas, pois há muitas formas de encontrar Deus.
Adorei a postagem e a forma leve e verdadeira que falou sobre o assunto.
Bom fim de semana.
Gd beijo

Luma Rosa disse...

Conheço um pouquinho de cada religião, doutrina, filosofia... e apesar de ter nascido em lar católico, ter tio padre, tia beata, não sigo a religião à risca. Por incrível que pareça, a maioria das pessoas que se aproximam de mim são espíritas e talvez por isso, tenho uma quedinha. Não vejo diferença nas pessoas por causa da religião que elas seguem e acredito no mesmo Deus para todas as pessoas - cada um com a sua forma particular de enxergar Deus - assim, dois espíritas ou dois católicos, jamais enxergarão ou sentirão Deus da mesma forma.
Bom fim de semana!!

Angel disse...

Oi meus amores, muito obrigada por todos os comentários aqui deixados até agora.
Vocês todas, cada uma de um jeito diferente, são muito especiais e tê-las aqui comigo é um prazer e uma honra muito grande.
Sinto-me realmente grata.
Beijos meus, com todo amor que carrego.
Angel.

Pandora disse...

Uma expressão para essa postagem: "criteriosa e informativa"! Amei!!! Acho que o primeiro passo para promover a tolerancia é adquirir informação sobre as coisas desfazendo-se dos preconceitos. E sim, o fato de ter-mos religiões diferentes não nos faz melhor ou pior que ninguém e nem inviabiliza o dialogo, a amizade, o companheirismo e tudo o mais.

Angel disse...

Obrigada, Pandora.
Tem razão da cabeça aos pés, nada que não seja conhecido pode ser julgado, e esse é o erro que muitas pessoas cometem. Julgam sem saber, sem fazer o mínimo esforço para entender. Agem por puro preconceito, e muitas vezes por medo de mudar. Esquecem-me que através da informação, conhecimento, etc, teriam condições de olhar para as coisas de uma outra maneira e aí então, serem pelo menos tolerantes às crenças alheias.
Beijos.
Angel.

Lurdes Amarelo disse...

Nada é coincidência...sinto-me em cada palavra sua. Por isso em relação à espiritualidade eu sinto-me em liberdade tentando voar a par com ela. De "rótolos" sou imancipada. Beijocas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...